sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

Não estou a defender ou a criticar a praxe, é uma opinião pessoal e subjectiva sobre um tema da actualidade


A mim o que me irrita é fazerem um circo dos horrores á volta da praxe por causa de 6 meninos riquinhos, cujos rabiosques ainda cheiram a cueiros (como diz a minha avó), que estavam tão aborrecidos nas suas vidinhas pequeninas e decidiram fazer um fim de semana no Meco (sim porque quem pode pode) e acabaram a dar á costa, sem vida, unica e exclusivamente pela sua estupidez extrema.

Todos nós com uma televisão por isso sabemos que o mar está farto de esbordar-se terra fora, eu não conheço gente rica mas acho que eles ainda usam disso; ninguém no seu perfeito juizo se poem numa situação daquelas (se bem que por todo o mundo existe aquela raça de gente que se regogiza em estar na primeira fila das catástrofes, sim porque tem imensa graça filmar ondas gigantes, tornados e cheias) por isso além de imaturos o tico e o teco não jogavam juntos; e por fim, ninguém viu um gajo com uma arma (sociedades secretas sem munições o.O) a obrigar aquela malta a alugar uma casinha e ir brincar aos castelos de areia juntos do mar revolto, durante a noite. -.-

A sério há muitas coisas que ouço todos os dias e me faz revirar os olhos mas esta conspiração que se tem visto na última semana, nos noticiários nacionais, esta a dar-me uma azia desgraçada. Sem querer ofender susceptibilidades, vamos parar de limpar o cuzinho desta gentinha rica e não atirar areia para os olhos do povo, temos de aceitar a realidade: as pessoas são estúpidas, com ou sem praxe! Eu não tenho pena nenhuma, quem se arrisca assim não tem desculpa; foram ao mar e perderam a vida, olha não fossem. Eu guardo a minha compaixão para os que são devastados por tragédias reais, dia após dia. Não tenho tempo para jogos dos media.