domingo, 16 de dezembro de 2012

Mais um dia....

Mais uma noite mal dormida, mais uma manhã triste, mais um pouco deste fado...

Como eu gostava de vos cumprimentar esta manhã com um sorriso rasgado mas a minha alma chora em agonia com esta imensa solidão.... A solidão é o meu melhor amigo e o meu maior inimigo, um paradoxo infinito que não me atrevo a desconstruir... 

Podia passar o dia olhando esta chuva fria que escorre pela minha janela, podia olhar todo o dia para ela e não sentir o peso das horas passando... Mas o meu desespero é tanto que não me deixo pensar á chuva, tenho medo de pensar - já não o sentia há uns meses - é um passo atrás... Parece que ultimamente só consigo dar passos para trás... Se pudesse só derrubar esta muralha que me impede de avançar mas aos poucos vejo-a fechar-se á minha volta... Mas não sei como, só consigo esperar que a chuva passe e que os dias, os meses, os anos passem - e que eu consiga parar de pensar nesta chuva.... 

Não quero falar, não quero pensar, não quero sentir! Hoje não quero ver mais que a minha janela nem ouvir mais que um triste fado... Só hoje (sempre o afirmo) vou deixar a tristeza invadir-me e não deixar que ninguém me agarre e me puxe... Não, hoje vou ouvir a chuva cair até adormecer no vale das minhas lágrimas, e amanhã é outro dia....


(Tirei a foto - yeah hoje fiz algo)